As Causas do aborto Espontâneo: O que você pode fazer para evitá-los

Tempo de leitura: 10 minutos

As Causas do aborto Espontâneo: O que você pode fazer para evitá-los

Aborto Expontâneo 300x158 - As Causas do aborto Espontâneo: O que você pode fazer para evitá-los
As Causas do aborto Espontâneo:

Para toda mulher que já passou por esta dolorosa experiência pode ser tentador analisar intensamente sua atividade recente em relação as causas do aborto espontâneo:
Foi estresse? Você deveria ter evitado esse treino intenso? Poderia ter sido aquela xícara extra de café?

Toda essa especulação realmente desmascara esse mito importante do aborto : você pode ser a culpada por causar um aborto espontâneo?

A resposta, para a grande maioria dos abortos, é NÃO. Mas ainda assim, as primeiras semanas de gravidez podem provocar ansiedade na maioria das mulheres,

Observar sintomas de aborto , ser cautelosa sobre o que você pode fazer e até mesmo imaginar se você deve se arriscar a anunciar sua gravidez mais cedo .

Para dissipar os mitos que cercam as causas do aborto espontâneo, este post responderá se as seguintes causas são verdadeiras de aborto espontâneo:

As condições genéticas?
O exercício?
O estresse?
As condições uterinas e cervicais?
O álcool?
Os anticoncepcionais?
As infecção?
O história de aborto?
A amniocentese?
A gravidez molar?

Sim, anormalidades cromossômicas são as causas mais comuns de aborto espontâneo

anormalidades cromossômicas  300x188 - As Causas do aborto Espontâneo: O que você pode fazer para evitá-los
As Causas do aborto Espontâneo

Cerca de 20 a 30% das gestações terminam com aborto espontâneo, e embora não haja um teste ou procedimento que justifique definitivamente todas as causas de aborto espontâneo, sabemos que na maioria das vezes os abortos ocorrem durante o primeiro trimestre, e as mais provável razões são anormalidades cromossômica .

Uma anormalidade cromossômica significa que, quando o espermatozóide fecundou o óvulo, o embrião resultante teve o número incorreto de cromossomos, ou houve erros na divisão celular que levaram a partes dos cromossomos se perdendo ou sendo copiadas incorretamente.

Estas anormalidades resultam num embrião não viáveis e, finalmente, uma perda de gravidez, abortos incluído como um ovo cego aborto ou gravidez química .

A explicação mais provável para isso acontecer é a chance aleatória. Enquanto os pesquisadores estão tentando entender se certos fatores ambientais, como a ingestão de ácido fólico ou radiação, e se eles afetam as chances de anormalidades cromossômica, não há atualmente nenhuma evidência definitiva para apoiar essas conexões.

Não, o exercício não causa abortos

 Um equívoco comum é que o exercício ou exercícios intensos são causas do aborto espontâneo.
De fato, uma pesquisa recente com gestantes constatou que cerca de 27% das mulheres deliberadamente evitavam o exercício por estarem preocupadas com esse risco.

Entretanto não há evidências científicas para apoiar essa afirmação. Na verdade, evitando o exercício pode aumentar a probabilidade de fatores que não aumentam o risco de aborto espontâneo, como a obesidade 2 .

Portanto, é importante exercitar e manter regularmente um peso saudável, e os profissionais de saúde estimulam os exercícios de gravidez .

Talvez o estresse extremo cause aborto, mas é difícil identificar

Stress 300x188 - As Causas do aborto Espontâneo: O que você pode fazer para evitá-los
As Causas do aborto Espontâneo

Uma pesquisa recente descobriu que cerca de 75% das mulheres achavam que o estresse causava o aborto espontâneo. O problema em desmascarar essa afirmação é que o estresse é um fenômeno potente, mas complexo. Veja o que você precisa saber:

O estresse diário, como cumprir meta de trabalho e tráfego irritante, não causa aborto espontâneo.
Estresse psicológico traumático, como a perda de um cônjuge ou de um membro da família, pode aumentar o risco de aborto espontâneo, mas a evidência é inconclusiva e ainda requer mais pesquisas.

Uma advertência importante para esses estudos é o viés subjetivo no auto-relato de estresse, a proximidade com o aborto espontâneo e o quão recente ocorreu o aborto espontâneo.

Outra ressalva importante é que o estresse aumenta a predisposição para o consumo excessivo de álcool e uso de drogas ilícitas, que são definitivamente fatores de risco para aborto espontâneo.

Essa sobreposição desfoca a relação entre se o próprio estresse causa aborto espontâneo ou se o estresse aumenta o comportamento relacionado as causas do aborto espontâneo.

Gerenciar seus níveis de estresse é sempre uma boa idéia, mas na maioria dos casos, não há motivos para culpa-lo de um aborto espontâneo.
Mesmo se o estresse traumático precedeu um aborto espontâneo, ainda não há uma maneira definitiva de determinar se os dois eventos estão conectados.

Lembre-se, fatores fora do seu controle, como anormalidades cromossômicas, são as causas mais prováveis ​​de aborto espontâneo.

Sim, a estrutura uterina e cervical pode causar um aborto espontâneo 

Se você está sofrendo com abortos recorrentes, converse com seu médico sobre o exame do útero e do colo do útero em busca de anormalidades estruturais que possam impedir a gravidez.

Se o útero tiver uma forma irregular ou se você tiver um septo uterino (também conhecido como um pedaço de tecido extra que divide o útero em duas seções), essa irregularidade dificulta o implante do embrião não pode acontecer adequadamente, levando ao aborto espontâneo.
Dependendo do tipo de anormalidade uterina, seu médico pode recomendar uma cirurgia corretiva.

Se o colo do útero estiver fraco ou “incompetente” sem a força necessária, ele pode se dilatar prematuramente, levando à perda do feto.

Para tratar isso, seu médico pode fazer um procedimento de cerclagem, o que significa adicionar um conjunto de pontos para fortalecer o colo do útero.

Sim, o álcool pode causar aborto, mas depende de quanto
você bebê

 O álcool pode aumentar as chances de um aborto, mas o risco só parece começar acima de um certo limite de consumo.

Embora seja difícil dizer exatamente onde esse limiar começa, um estudo descobriu que as mulheres que consumiam mais de quatro doses por semana tinham uma probabilidade significativamente maior de ter um aborto espontâneo em comparação com as mulheres que não bebiam de todo.

Curiosamente, o risco foi encontrado para ser mais alto entre as mulheres que bebiam apenas licor, em vez de apenas cerveja ou vinho.

Beber menos de quatro drinques por semana não aumentou significativamente o risco de aborto em comparação com as que bebiam quatro drinks semanais.

Não, o uso de contraceptivos anteriores não causa um aborto espontâneo

As mulheres que usam contraceptivos hormonais ou DIUs, muitas vezes se perguntam se os efeitos contraceptivos têm efeitos nocivos a longo prazo sobre a fertilidade.

De acordo com o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas , não há atualmente nenhuma evidência que sugira que a história de métodos contraceptivos hormonais ou intra-uterinos aumente o risco de aborto espontâneo depois que você parar de usá-los.

No caso improvável de você engravidar enquanto estiver com um DIU, existe um leve aumento no risco de aborto espontâneo se o DIU ainda estiver no lugar, mas a resposta é não se tiver sido removido.

Além disso, mesmo se você perder uma dose ou mais da pílula e engravidar, as pílulas adicionais que você pode tomar não aumentam o risco de aborto espontâneo.

Sim, infecções causam abortos

Gravidez Molar 300x188 - As Causas do aborto Espontâneo: O que você pode fazer para evitá-losCertas infecções bacterianas, especialmente com as bactérias mycoplasma hominis e ureaplasma urealyticum , aumentam a infecção do revestimento uterino, impedindo a implantação e o crescimento embrionário, levando a um aborto espontâneo.

Seu médico pode testar essas bactérias e, se necessário, os antibióticos podem remediar esse problema na sua gravidez.

 

Não, um aborto espontâneo não significa
mais abortos

Normalmente, um aborto é um evento único, e a grande maioria das mulheres que sofrem aborto espontâneo concebe o bebê arco-íris .

Bebês arco-íris são crianças que nascem de uma mãe que sofreu anteriormente um aborto espontâneo ou que teve um filho morto prematuramente, ele chega trazendo à luz após a tempestade na vida de uma família.

Se você tiver dois ou mais abortamentos consecutivos, converse com seu médico para verificar se há algum problema, como infecções ou anomalias uterinas, que são causas tratáveis ​​de aborto espontâneo.

Sim, mas apenas levemente, a amniocentese aumenta o risco de aborto espontâneo

 Uma preocupação ao se submeter a uma amniocentese é se esse procedimento invasivo causa ou não aborto espontâneo.

Esta foi definitivamente uma preocupação quando a amniocentese foi realizada pela primeira vez há décadas, mas com os avanços atuais na tecnologia médica, o risco é mínimo.

No entanto, estima-se que o risco de aborto espontâneo após a amniocentese afeta aproximadamente 1 em cada 400 gravidezes, ocorrendo o aborto devido à infecção ou à indução prematura do parto.

No entanto, é importante lembrar que, assim como o álcool, o exercício e o estresse, é realmente desafiador definir eventos como esse procedimento como causas definitivas de aborto espontâneo.

Não, uma gravidez molar não é uma causa de aborto

Uma gravidez molar é uma condição quando as células que formam a placenta não crescem normalmente. E a resposta é não, gravidez molar não é As Causas do aborto Espontâneo

Embora pareça um aborto espontâneo, porque resulta em sangramento intenso e perda de gravidez, é diferente porque a gravidez molar é devido a um defeito na placenta, não por causa da sobrevivência do embrião.

Também uma gravidez molar pode resultar em uma complicação em que as células da placenta irregular continuam crescendo em outros locais do corpo, tornando-se cancerosas.

Por esse motivo, se você tiver uma gravidez molar, é importante que seu médico monitore o crescimento extra de células e recomende esperar um tempo para tentar engravidar novamente, para que essas células cancerígenas possam ser efetivamente detectadas.

O minha intenção com este post foi enriquecer e te capacitar para conviver com os riscos de um aborto espontâneo, a boa informação nos coloca sempre no caminho certo.

Se aprender sobre as causas do aborto espontâneo, foi útil para você, então compartilhe nas suas redes sociais para que outras possa aprender também.

Um grande beijo e que Deus seja com você.
Referência: avawomen.

Como Engravidar Depois dos 40

Ebook Como Engravidar depois de 40 226x300 - As Causas do aborto Espontâneo: O que você pode fazer para evitá-los
Ebook-Como-Engravidar-depois-de-40

Não deixe de baixar GRÁTIS o ebook “Como Engravidar depois dos 40”, Mesmo
que você por acaso não tenha 40, ele será muito útil para você tambem.

 

Como Engravidar depois dos 40
Clique aqui para Baixar 100% Grátis